segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Afinal eles até gostam de futebol!!!






Ontem à noite a Eslovénia ganhou à Rússia por 1-0, qualificando-se pela segunda vez para um campeonato mundial. Para quem dizia que não gostava de futebol... foi festa pela noite a dentro.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Sarajevo



Enquanto nascia o dia, e no meio da turbulência da estrada, a fazer lembrar as estradas nacionais de Portugal, mas com uma paisagem completamente diferente. A poucos Quilómetros de Sarajevo começam a surgir os primeiros sinais da ocupação sérvia. Casas com sinais de guerra que a pouco mais de 10m tinham 3, 4 lápides demarcando o massacre de famílias inteiras. A chegada a Sarajevo é algo que tento encontrar palavras para explicar, talvez "completamente surpreendente". Uma cidade que cresce num vale, com marcas visíveis dos bombardeamentos Sérvios, mas que não relatam uma parte do que foi o conflito, talvez a quantidade de cemitérios que avistamos do cimo de uma colina, que é algo de inexplicável. Na cidade já se encontram muitos sinais de investimento com Edifícios completamente reconstruídos, bem como outros construídos de raiz. Ao mesmo tempo que a visita pela cidade começa vamo-nos apercebendo da presença de várias de religiões visitando igrejas e mesquitas, tal como monumentos em memória dos massacres. Com este amontoar de sensações iam-me surgindo várias questões que me deixaram um pouco introspectivo, e talvez confuso com todo aquele cenário, afinal eu estava na capital da Bósnia Herzegovina.

Sábado, dia do jogo Portugal vs Bósnia Herzegovina para os play-off do mundial de futebol, visitámos mais um dos Cenários de guerra, não tão conhecido, nem falado pela comunicação social, nem mesmo motivo de uma letra de uma musica. Mostar, uma cidade relativamente pequena com um centro histórico muito bonito, tal como Sarajevo com marcas visíveis do conflito, uma zona onde "crueldade" será pouco para descrever os acontecimentos. Uma cidade com uma escala relativamente pequena mas com 17 espaços religiosos de meditação como mesquitas e igrejas. O regresso a Sarajevo foi acompanhado de documentários sobre o conflito, e a ex-Jugoslávia.

Jogo Portugal vs Bósnia decidimos por bom senso assistir ao jogo no bar do hotel, uma vez que o patriotismo e o Fanatismo é algo bem presente na vida dos Bósnios no que toca a futebol.

Terminado o jogo com o resultado que conhecemos decidimos ir até ao centro da cidade interdito ao trânsito na hora de jogo. Bem... para explicar o que estava a acontecer naquele momento, eu teria de lembrar a euforia que Portugal viveu quando o Ricardo defendeu o penalty contra a Inglaterra sem luvas. Os Bósnios festejavam euforicamente, depois de terem perdido por 1-0, pois eles acham que o jogo da segunda mão na Bósnia já esta ganho depois da sorte que Portugal teve com os ferros da baliza.

Domingo, antes do regresso a Eslovénia, visitamos a casa de um civil, agora transformada em museu, com o apoio da Unicef. O fascinante não era a casa, mas sim um túnel que era escavado a partir dela, o túnel tinha uma extensão de 800m, uma altura de 1.60m e uma largura de 80cm. Este túnel foi inicialmente construído para fins militares, por civis para abastecer a cidade Sarajevo, este atravessava o aeroporto de Sarajevo, tomado pelos Sérvios. Devido às dimensões do túnel não se podiam cruzar pessoas nem abastecimentos, então foram escavas salas, para que as pessoas pudessem efectuar os cruzamentos, e esperar pela sua vez de atravessar. Como já disse inicialmente o túnel era para fins militares, mas posteriormente começou a ser utilizado por civis que no verão se deslocavam as montanhas para se abastecerem de água, a espera chegava a ser de 3 dias só para atravessar o túnel. Como descrevi anteriormente esta viagem foi o local mais fascinante que visitei…

Recordo, a 6 de Abril de 1992 a cidade foi cercada pelos sérvios bósnios, a guerrilha durou até 1995, causando grande destruição na cidade.








segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Kranjska Gora ilimitada














Quando se juntam 60 pessoas de toda a Europa para passear e beber uns copos, há sempre uma ou duas ou até 10 pessoas que fazem notícia. Desta vez foi um grupo de portugueses... como eles diziam "the Crazy Portuguese". Este título deve-se a alguns factos mas eu só vou falar de 2 deles, que eu acho que são os determinantes.

1 facto: estávamos nos a voltar de uma caminhada nocturna quando reparamos que estão 3 pares de skis no caixote de lixo. Como qualquer bom português, levamos os skis para o hostel e praticamos indoor ski pelos corredores. De um momento para o outro enchemos os corredores de curiosos e fotógrafos prontos para documentar a proeza. Não satisfeitos com o triunfo de popularidade, levamos os skis para a festa onde toda gente se juntou a nós...


2 facto: Noite de Halloween!! Muitas abóboras cortadas e enfeitadas!! Tudo a dormir menos um grupo de portugueses. Acho que as próximas imagens explica tudo... Em nossa defesa quero só dizer que as abóboras iam todas para o lixo.









ROOM NUMBER ONE...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Novos Horários!!!!!!!!

Ljubljana, cidade linda, muito fácil de gostar mas com horários completamente diferentes dos nossos. Aqui tudo começa mais cedo e acaba mais cedo, quem esta acostumado ao ritmo normal de Portugal, aqui não tem nada a ver. Já aconteceu mais do que uma vez chegarmos para jantar num restaurante as 21h20 e dizerem que já não serviam refeições. Aqui o dia começa as 6h da manhã, a esta hora tudo abre, as pessoas ja todas circulam na rua com grande movimento de bicicletas. Mas por sua vez os cafés as 22h estão fechados e alguns bares fecham às 24h ou 1h. Já nos aconteceu estarmos a ir para jantar(ao Mcdonalds porque o resto ja esta tudo fechado :)) perto das 22h e já estarem pessoas à entrada de discotecas para entrar. Mas estes horários não apenas de cá, um exemplo por nós vivido foi na nossa última ida a Zagreb as festas "after hour" nas discotecas começam as 4h da manhã. Aqui o tuga não passa despercebido, somos conhecidos pelos horários tardios, só para dar uma ideia os polacos juntam-se para jantar, sim disse jantar, às 16h. :)

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

hoje é dia de bola


vamos a casa do zé e do victor ver a jogatana...

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

_nunca lá tinha ido mas parecia que já conhecia_



_Veneza é um daqueles sítios que passa 12 vezes por dia na televisão e 236 nos filmes...quando fui lá a primeira vez, já parecia que era a segunda!! ...sem dúvida alguma, um local aconchegante e romântico. O único senão é a enchente de turistas, da qual nós também fizémos parte, a encher as ruas, as praças, os restaurantes, as pontes, os barcos...é assustador! Assustador é também o facto da população da ilha estar a diminuir drásticamente, uma vez que a especulação imobiliária quase obriga o pequeno proprietário a vender a sua pequena casa ou palácio, uma vez que estão em jogo valores impossíveis de recusar. Na National Geographic saíu um artigo sobre este e outros problemas de Veneza. (vale apena ler)

_ao percorrer a ilha pelas apertadas ruas (tipo medina), dobramos a esquina e ficamos surpreendidos com a imponente igreja, palácio ou praça que nos recebe. Como se esta surpresa não chegasse, ainda somos contemplados com os pequenos canais que aparecem em diferentes planos. Uma experiência a repetir quando tiver mais idade!


_no meio de toda esta azáfama, lá vão aparecendo umas figuras para as quais eu não encontro descrição. Casais com os seus 70 ou 80 anos que parece ainda viverem na ilha e que poderão ser os ultimos resistentes. Não trocam o amor ao local por fortunas...talvez porque já são donos de uma! ...não se pode criticar, o dinheiro nos dias que correm, é o pão que pomos na boca!


_uma ilha de turismo para turistas, que nem os elevados preços conseguem afugentar...a continuar a este rítmo poderemos vir a assistir a uma cidade tipo jardim zoológico, onde se finge que os animais estão nos seus habitat naturais e onde os visitantes podem apadrinhar habitantes! ...perceba-se a relação. Por falar em apadrinhar, os outdoors publicitários que se veem nas fotos ajudam à reconstrução dos edifícios em questão!!


_a GEOX, a marca que respira, está em todo o lado!! Afinal as "piquenas e médias empresas" até andam a fazer alguma coisa de jeito!!





video